Operação

Hermínio Loureiro entre os sete detidos pela PJ do Porto por corrupção

Hermínio Loureiro entre os sete detidos pela PJ do Porto por corrupção

Hermínio Loureiro, ex-autarca e vice-presidente da Federação Portuguesa de Futebol, é um dos sete detidos numa operação da PJ do Porto por suspeita de crimes de corrupção.

A operação, denominada "Ajuste Secreto", resultou de uma investigação dirigida pelo Ministério Público de Santa Maria da Feira, estando em causa a realização de obras "manipulando as regras de contratação pública", refere um comunicado da PJ.

Entre os detidos está também o atual presidente da Câmara de Oliveira de Azeméis, Isidro Figueiredo, e um seu funcionário, bem como alguns empresários.

Foram realizadas 31 buscas, "incluindo cinco camarárias e cinco em clubes locais de futebol, na qual participaram magistrados do Ministério Público e cerca de noventa elementos da Polícia Judiciária", acrescentou a PJ.

Hermínio Loureiro renunciou à presidência da Câmara de Oliveira de Azeméis em dezembro do ano passado.

PJ a fazer buscas em Oliveira de Azeméis e mais quatro câmaras

As cinco câmaras municipais investigadas no âmbito da operação policial "Ajuste Secreto" estão hoje a ser alvo de buscas, designadamente a Câmara de Oliveira de Azeméis, disse à Lusa fonte policial ligada ao processo.

As câmaras de Matosinhos e de Gondomar também foram visadas.

Em declarações à Lusa, fonte da Polícia Judiciária avançou ainda que entre os sete detidos, no âmbito da operação, estão empresários relacionados com o "setor da construção civil" e que entre os cinco clubes de futebol alvo de buscas policiais estão o União Desportiva Oliveirense, Atlético Clube de Cucujães e Futebol Clube Macieirense.

Conteúdo Patrocinado