Investigação

Autoridades procuram professora dada como desaparecida no Montijo

Autoridades procuram professora dada como desaparecida no Montijo

As autoridades policiais, PSP, GNR e PJ, procuram o paradeiro de uma mulher de 59 anos que foi dada como desaparecida no passado fim de semana. A professora que leciona na Escola Secundária Jorge Peixinho foi vista pela última vez na noite de sábado, pelas 22 horas.

Nos casos de desaparecimento, a informação é difundida por todos os órgãos de polícia criminal. A Polícia Judiciária recebeu o caso na manhã de quarta-feira, mas, até ao momento, ainda não encontrou qualquer indício de crime, sabe o JN.

O alerta foi dado pela filha, Diana Fialho, e partilhado no Facebook, onde é explicado que a mãe, Amélia Fialho, saiu de casa no sábado à noite, por volta da hora de jantar, e não mais voltou, permanecendo incontactável, com o telemóvel desligado.

Segundo explicou a filha, Amélia, de 59 anos e 1,52 metros, "não andava doente" e não disse para onde ou com quem ia, sendo que não levou o carro. A família já contactou o local de trabalho, hospitais e distribuiu panfletos, mas a mulher ainda não foi localizada.

ver mais vídeos