Porto

Burlona de vendas falsas no Facebook detida no aeroporto

Burlona de vendas falsas no Facebook detida no aeroporto

Tinha sete mandados de detenção pendentes. Marido também foi detido à chegada do Canadá.

Um mulher de 28 anos foi detida na semana passada pelo Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) no Aeroporto Sá Carneiro, na Maia. A detida, natural de Barcelos, tinha sete mandados de detenção pendentes relacionados com burla qualificada. O marido, de 30 anos, também foi detido por suspeitas de burla.

Os crimes remontam aos anos de 2016 e 2017 e estão relacionados com falsas vendas através do Facebook. Com um nome falso e morada da Póvoa de Varzim, a mulher anunciava vendas de eletrodomésticos, roupas, telemóveis e sapatilhas. Os lesados, de todo o país, pagavam mas depois nunca os recebiam.

Emigrou após os crimes

As burlas cessaram em 2017, quando a mulher emigrou para o Canadá com o marido. Na passada semana regressaram a Portugal e foram intercetados pelo SEF num controlo documental a um voo proveniente de Toronto, no Canadá.

A detida era alvo de sete mandados de detenção emitidos pelos tribunais judiciais de Braga, Lisboa, Sesimbra, Ponta Delgada, Ribeira Grande, Viseu e Faro, por burla qualificada. Em todos, era solicitada a sua detenção para constituição de arguida, prestação de TIR e notificação de despachos de acusação que sobre si recaíam no âmbito dos referidos processos crime. Era ainda alvo de vários pedidos de paradeiro policiais.

Também o marido era alvo de um mandado de detenção por um crime de burla qualificada e de pedidos de paradeiros policiais no âmbito de vários processos crime.