Gaia

Cadastrado degolado e queimado em ajuste de contas

Cadastrado degolado e queimado em ajuste de contas

Degolado, com vários sinais de agressão, e com os membros inferiores carbonizados. Foi assim que foi encontrado, num local ermo da zona industrial de Serzedo, Vila Nova de Gaia, um homem, de 35 anos, conhecido das autoridades por casos de furto, roubo e tráfico de droga. A Polícia Judiciária (PJ) do Porto está a investigar o homicídio com contornos de ajuste de contas.

O corpo de Pedro da Silva Monteiro, que residia no Bairro das Facas, em S. Félix da Marinha, Gaia, foi encontrado, ontem de manhã, pelo proprietário de uma unidade fabril, situada na zona industrial da freguesia de Serzedo.

"Vim à fábrica para dar de comer aos cães e, ao abrir uma porta que dá para as traseiras, deparei-me com o corpo. Estava queimado da cintura para baixo e tinha o pescoço cortado", disse ao JN Adriano Cardoso, dono da fábrica de lacagem de alumínio, situada na Estrada da Rainha.

Leia mais na edição impressa ou na versão e-paper.