Vandalismo

Catorze casos de caixotes do lixo queimados na zona de Sintra e Setúbal

Catorze casos de caixotes do lixo queimados na zona de Sintra e Setúbal

A direção nacional da PSP contabilizou 14 ocorrências relacionadas com o incêndio de caixotes do lixo na Grande Lisboa e em Setúbal, entre a noite de terça-feira e as cerca das 02:30 de hoje.

Fonte da direção nacional da PSP indicou à Lusa que na Bela Vista, no concelho de Setúbal, houve oito ocorrências com caixotes do lixo incendiados, enquanto em Massamá e em Queluz, no concelho de Sintra (distrito de Lisboa), ocorreram seis incidentes semelhantes.

No concelho de Loures, no mesmo distrito, houve ainda uma tentativa de incendiar um automóvel, mas a rápida resposta das autoridades impediu que os danos fossem relevantes.

Não há registo de feridos ou de outros estragos, assim como não há detidos devido aos incidentes desta noite, que se registaram a partir das 22 horas de terça-feira.

Pelas 01.30 horas, a PSP indicou que o policiamento tinha sido reforçado na Bela Vista e na área de atuação da divisão de Sintra.

Os focos de incêndio, referiu a fonte da direção nacional, foram observados "pontualmente, em ruas diferentes", sem que houvesse "ajuntamentos, manifestações".

Em alguns casos, foi a própria PSP a apagar o fogo, enquanto noutras foi necessária a atuação dos bombeiros.

A polícia tinha já dado conta, na terça-feira, de um reforço do policiamento com elementos da Unidade Especial de Polícia na Bela Vista e em algumas zonas de Loures e Odivelas (distrito de Lisboa), após incidentes registados durante a noite, com o lançamento de "cocktails molotov" contra uma esquadra e o incêndio de caixotes e de várias viaturas.

Em comunicado, a PSP informou que continua as investigações a estes incidentes, "nada indiciando, até ao momento, que estejam associados à manifestação" de protesto contra uma intervenção policial no bairro da Jamaica, no Seixal (distrito de Setúbal).

Após a manifestação em frente ao Ministério da Administração Interna na segunda-feira, em Lisboa, quatro pessoas foram detidas na sequência do apedrejamento de elementos da PSP por participantes no protesto, convocado para dizer "basta à violência policial" e "abaixo o racismo".

Este protesto ocorreu um dia depois de incidentes em Vale de Chícharos, conhecido por bairro da Jamaica, entre a PSP e moradores, de que resultaram feridos cinco civis e um polícia, sem gravidade.

O Ministério Público e a PSP abriram inquéritos aos incidentes no bairro da Jamaica.

Os quatro manifestantes detidos em Lisboa vão ser julgados sumariamente em 07 de fevereiro.