Justiça

Chamou a Polícia porque o homem lhe recusou sexo

Chamou a Polícia porque o homem lhe recusou sexo

O caso foi insólito e causou muito alarido durante a madrugada, numa habitação em Oliveira do Douro, Gaia. Uma mulher apanhou o companheiro a ver um filme pornográfico e exigiu ter relações.

Numa noite de sexo com o companheiro de 60 anos, uma mulher, de 48 anos, insatisfeita com a performance sexual do indivíduo, chamou a Polícia e os bombeiros. O homem, casado, vive com a mulher, divorciada, há cerca de um ano.

A fúria da mulher foi tanta que chegou ao ponto de chamar a PSP e os próprios Sapadores de Gaia, porque, segundo ela, o homem não a conseguiu satisfazer sexualmente e por isso ficou irritada com ele.

Fonte policial assegurou ao JN que o insólito da situação foi contado com pormenores sexuais que deixou pasmados os agentes que registaram a ocorrência e os próprios sapadores bombeiros.

Tudo terá começado cerca das 3.30 horas, no passado fim de semana, com a mulher a acordar e a surpreender o homem a ver um filme pornográfico. Depois, terá satisfeito sexualmente o companheiro e solicitado que ele procedesse de igual forma para com ela.

Mas o homem disse estar cansado e não atendeu ao pedido da companheira. Seguiram-se alguns desentendimentos entre o casal, que acabariam com a mulher a ligar para os Sapadores de Gaia e para a PSP a alertar para uma situação de violência doméstica.

Chegada ao local, a equipa dos Sapadores Bombeiros de Gaia verificou que, apesar das desavenças entre os dois, não havia qualquer agressão física e regressou ao quartel.

Já a PSP acabaria por tomar conta da ocorrência, com os respetivos queixumes da mulher e a justificação do homem "cansado" e com sono. O indivíduo confirmou que vive com a mulher há cerca de um ano e que, alegadamente, ela sofre periodicamente de episódios de perturbação mental.

Conteúdo Patrocinado