Premium

"Crispim" fez mais um furto, mas continua livre

"Crispim" fez mais um furto, mas continua livre

Suspeito de mais de 200 crimes foi apanhado a conduzir dois carros furtados em poucos dias. Juiz voltou a libertá-lo apesar dos antecedentes criminais.

Continua a saga de "Crispim" e "Sucateiro", dois ladrões que, por mais vezes que sejam detidos, nunca ficam presos. Só esta semana, "Crispim", o elemento mais velho de uma dupla suspeita de ter cometido mais de 200 crimes nos últimos meses, foi apanhado duas vezes ao volante de carros furtados. Mas em nenhuma das ocasiões, apesar da prova reunida pela GNR, dos antecedentes criminais e do dia a dia ligado ao consumo de droga, foi colocado em prisão preventiva.

Na edição da última terça-feira, o JN já avançou que os dois homens tinham sido perseguidos por uma patrulha da GNR dos Carvalhos, depois de terem sido detetados num automóvel furtado durante uma operação de fiscalização rodoviária. Os guardas apanhariam "Crispim" já em Grijó - "Sucateiro" conseguiu fugir -, levaram-no para o posto e, na terça-feira, apresentaram-no ao juiz para ser sujeito a primeiro interrogatório judicial. Contudo, à semelhança de tantas outras situações anteriores, o cadastrado seria libertado logo depois.