GNR

Detido casal suspeito de tráfico de droga na Gafanha da Nazaré

Detido casal suspeito de tráfico de droga na Gafanha da Nazaré

A GNR anunciou esta quarta-feira a detenção de um casal, por suspeita de tráfico de estupefacientes, na localidade de Gafanha da Nazaré, Aveiro, no âmbito de uma investigação iniciada em Seia, no distrito da Guarda.

Fonte do Comando Territorial da GNR da Guarda disse à agência Lusa que os suspeitos, um homem de 51 anos e uma mulher de 37, foram detidos na sequência de duas buscas domiciliárias, no seguimento de investigações que, no dia 30 de setembro, permitiram a detenção, em Seia, de dez suspeitos dos crimes de tráfico de droga e posse de armas proibidas.

Os dois detidos em Aveiro, ambos com antecedentes pelo crime de tráfico de estupefacientes, foram presentes ao Tribunal de Seia, na quarta-feira, e ficaram sujeitos à medida de coação de prisão preventiva.

Na sequência da investigação por tráfico de droga, que decorria há dez meses, o Destacamento Territorial da GNR de Gouveia cumpriu dois mandados de busca, um domiciliário e outro em veículo, tendo apreendido um veículo, centenas de sacos herméticos utilizados no acondicionamento de produto estupefaciente, 11 barras de ferro transformadas em arma de agressão, uma moca, um punhal, quatro munições de diversos calibres, três telemóveis, um computador e 330 euros em numerário.

Dos dez detidos anteriormente em Seia, seis homens e quatro mulheres, com idades entre 22 e 49 anos, cinco ficaram em prisão preventiva, quatro sujeitos a apresentações periódicas no posto policial da área de residência e um sujeito a termo de identidade e residência, segundo fonte da GNR.

Durante a operação realizada em várias localidades do concelho de Seia, a GNR apreendeu sete viaturas, 19 plantas de canábis, cinco doses de haxixe e três de cocaína, dois frascos de metadona, 25 telemóveis, duas pistolas de '​​​​​​"airsoft", uma arma pressão de ar, uma pistola de alarme, uma espingarda, duas armas brancas, um 'tablet', um computador, duas balanças de precisão e 342 peças de vestuário e de calçado alegadamente contrafeitas.