Violência doméstica

Detido homem que matou mulher à pancada

Detido homem que matou mulher à pancada

Crime teve lugar em Lisboa e homicida foi detido. PSP anunciou a detenção de outros cinco homens indiciados por violência doméstica. Um deles partiu as pernas à ex-mulher com um pau.

Um homem de 44 anos e residente na freguesia da Penha de França, em Lisboa, matou a mulher à pancada. Acabou detido pela PSP e colocado em prisão preventiva, após ter sido sujeito a primeiro interrogatório judicial.

Não foi a primeira vez que esta vítima foi agredida. Aliás, segundo a PSP, pelo menos desde 2017 que a mulher era alvo de violência doméstica, muitas vezes em frente ao próprio filho.

Nesta terça-feira, a PSP de Lisboa também anunciou a detenção de outros cinco homens acusados de violência doméstica. Um dos casos, igualmente ocorrido na freguesia de Penha de França, envolveu um homem de 51 anos que agredia, de forma sistemática e com extrema violência, o pai de 88 anos. Depois de o interrogar, o juiz ordenou o seu internamento numa instituição.

Já em Alcântara, ainda em Lisboa, foi detido um homem, de 40 anos que, em maio, partiu as pernas à ex-mulher. Para consumar a agressão, o indivíduo usou um pau. Foi colocado em prisão preventiva.

Em São João da Talha, Loures, uma mulher foi agredida na presença dos três filhos pelo companheiro, que também destruiu todos os móveis e outras peças colocadas num quarto. O sujeito agrediu, de igual modo, um dos polícias que foi ao local tomar conta da ocorrência.

A PSP deteve ainda um homem de 45 anos que manteve um relacionamento amoroso durante 15 anos, mas que terminou há um ano. Mesmo com o fim da relação, o indivíduo deslocou-se, no último domingo, à residência da antiga família para visitar um filho e agrediu a ex-mulher, ao mesmo tempo que inspecionava os seus telemóveis para verificar as chamadas feitas por esta. A vítima tentou fugir de carro, mas o agressor recorreu a uma faca para furar os pneus dianteiros da viatura, evitando, desta forma, que a ex-mulher fosse pedir ajuda à esquadra da PSP. Depois de detido, o indivíduo foi proibido, pelo juiz de instrução criminal, de contactar a vítima.

Por fim, a PSP também deteve, em Vila Franca de Xira, um homem de 46 anos por "reiteradamente agredir e perseguir a sua ex-companheira, danificando os seus bens materiais". Só na última semana, a Polícia foi acionada seis vezes para prestar socorro a esta mulher. O detido ficou obrigado a usar uma pulseira eletrónica que o impede de se aproximar da ex-mulher.