O Jogo ao Vivo

Premium

Direção de Mendes e Vitória absolvidos de não pagar IRS

Direção de Mendes e Vitória absolvidos de não pagar IRS

Os ex-dirigentes do Vitória Sport Clube foram absolvidos, na quarta-feira, pelo Tribunal de Guimarães.

Júlio Mendes e os vice-presidentes do primeiro mandato estavam acusados de abuso de confiança fiscal, mas o tribunal não teve dúvidas em julgá-los inocentes. Para além de Mendes, eram arguidos Armando Marques, Hugo Freitas, Francisco Príncipe e Luís Cirilo. Em julgamento estava ainda o Vitória, enquanto entidade coletiva, que também foi absolvida do mesmo crime.

Em causa estava o pagamento de cerca de 219 mil 259 euros referentes a IRS de salários de funcionários do clube, como os jogadores. Os salários eram de dezembro de 2011 e deixaram de ser pagos pela direção anterior à de Mendes, presidida por Emílio Macedo da Silva.