Premium

Disparam abusos sexuais contra crianças e jovens

Disparam abusos sexuais contra crianças e jovens

Todos os meses, 22 menores recorrem à Associação de Apoio à Vítima para pedir ajuda. A maioria dos crimes acontece em espaço familiar e é praticada pelos próprios pais.

O número de crianças menores de 14 anos vítimas de abuso sexual não tem parado de aumentar desde 2013. Segundo dados da Associação Portuguesa de Apoio à Vítima (APAV), só no ano passado 269 meninos e meninas foram acompanhados pelos técnicos da instituição, o que representa um crescimento de 70 vítimas relativamente a 2017 e de 132 face a 2013.

Aliás, todos os meses, 22 crianças e jovens que sofrem violência sexual recorrem à Rede Care, da APAV. São 881 vítimas seguidas desde janeiro de 2016, apenas através deste programa específico. Mais de 80% são raparigas, 37% têm entre 14 e 17 anos e muitas são alvo de abusos sexuais e violadas pelos próprios pais.