PJ

Dois detidos por fraude informática no valor de 150 mil euros

Dois detidos por fraude informática no valor de 150 mil euros

A Polícia Judiciária deteve dois homens por suspeitas de burla informática através de vários movimentos fraudulentos com cartões de crédito que atingiram os 150 mil euros.

Em comunicado, a PJ adianta que a investigação iniciada há um ano pela Unidade Nacional de Combate ao Cibercrime e à Criminalidade Tecnológica (UNC3T), teve origem numa queixa da Unicre, que dava conta da existência de movimentos fraudulentos com cartões de crédito.

A alegada fraude era cometida com recurso aos dados dos cartões de crédito, incluindo as datas de validade e os códigos de segurança, o que permitia posteriormente o seu uso fraudulento na aquisição "online" de bens e serviços.

Para os registos nas plataformas de e-commerce, os suspeitos utilizavam nomes falsos, contas de correio e números de telemóveis descartáveis.

A investigação da PJ contou com o apoio da Divisão de Investigação criminal de Braga.

Os suspeitos, de 23 e 30 anos, serão presentes ao juiz para aplicação das medidas de coação.