Premium

Drone sobrevoa cadeia de Custóias e lança telemóveis

Drone sobrevoa cadeia de Custóias e lança telemóveis

Está confirmado. Já há algum tempo que havia indícios de que estavam a ser usados drones para introduzir artigos proibidos nas prisões portuguesas e, na madrugada de terça-feira, um destes pequenos aviões não tripulados foi filmado por uma câmara de videovigilância a largar uma encomenda de telemóveis na cadeia de Custóias.

O episódio começou por ser relatado ao JN por fontes prisionais, sendo depois confirmado pela Direção-Geral de Reinserção e Serviços Prisionais. "O sistema de CCTV do Estabelecimento Prisional do Porto detetou, em tempo real (2.25 horas) um drone que deixou cair, no pátio da Ala A, um pacote de leite que trazia no seu interior três telemóveis, um carregador e uma bateria", comunicou a DGRSP.

Tudo teria sido combinado de forma a que, pela manhã, um recluso saísse para o recreio e resgatasse os telemóveis. Porém, assim que estes foram largados pelo drone, "foram imediatamente recolhidos e apreendidos pelos elementos da guarda prisional", disse a Direção-Geral.