Premium

Economista julgado por aterrorizar e incendiar escritórios de advogados

Economista julgado por aterrorizar e incendiar escritórios de advogados

Espanhol perseguiu durante dois anos quem o defendeu em processos. Está em prisão preventiva.

Durante mais de dois anos, tornou um inferno a vida de advogados que o defenderam em vários processos, acusando-os de fazerem "arranjos" entre eles. Fez-lhes ameaças de morte, incendiou dois escritórios, telefonava-lhes e enviava-lhes e-mails ciclicamente para os amedrontar. José Rosselo, economista espanhol de 41 anos, atualmente em prisão preventiva, vai começar a ser julgado no dia 15, nas Varas Criminais do Porto, por dezenas de crimes de ameaças, coação, injúria, difamação, dano, roubo, introdução em lugar vedado ao público e incêndio.

As perseguições começaram em fevereiro de 2016. Segundo a acusação do Ministério Público, vítimas deste economista foram vários juristas, um colega da empresa onde trabalhou e outras pessoas. Entre as vítimas, estão os advogados Nuno Cerejeira Namora, Pedro Marinho Falcão e Alberto Pitta Meirelles, do Porto.