Lisboa

Espancada pelo companheiro por rejeitar relações sexuais

Espancada pelo companheiro por rejeitar relações sexuais

Vítima com lesões no rosto. Arguido em prisão preventiva, após ter estado em parte incerta

Uma mulher de 47 anos foi agredida pelo companheiro, de 36 anos, com vários murros na cara por ter rejeitado ter relações sexuais com este na habitação precária onde o casal residia, em Lisboa. A vítima foi hospitalizada há cerca de um mês e o presumível agressor foi agora detido pela Polícia Judiciária (PJ), depois de ter estado em parte incerta. Apresentado ao juiz, ficou em prisão preventiva.

De acordo com informações recolhidas pelo JN, o casal - toxicodependente e desempregado - manteria há pelo menos dois anos um relacionamento amoroso algo conflituoso, mas sem registo de uma situação tão violenta como a que ocorreu a 1 de maio. Na sequência da agressão, ocorrida de madrugada e alegadamente precedida de uma tentativa de violação, a mulher sofreu várias fraturas na face.

"A vítima foi de imediato conduzida para o hospital a fim de ser medicamente assistida, tendo ficado internada em virtude dos graves ferimentos apresentados", adianta, numa nota, a PJ.

Ao que o JN apurou, após o ataque, o suposto agressor fugiu, sem se preocupar com o estado da companheira. Foi agora detido, indiciado pela prática de um crime de violência doméstica agravada, com suspeitas de abuso sexual.