Julgamento

Ex-candidato ao Benfica acusado de burla

Ex-candidato ao Benfica acusado de burla

O economista e empresário Jaime Antunes, que foi candidato à presidência do Benfica, vai ser julgado, no Tribunal de Braga, por acusações de burla e branqueamento de um milhão e meio de euros, que transferiu para uma conta bancária na Suíça.

Na origem das acusações, que o juiz Carlos Alexandre já confirmou, está um terreno, em Alenquer, situado a cerca de dois quilómetros onde esteve prevista a construção do aeroporto da Ota, solução defendida pelo então ministro socialista Mário Lino, em 2007.

O imbróglio começou quando, em 2005, Manuel Fonseca da Silva, dono de um terreno com cinco hectares, procurou Jaime Antunes para valorizar a sua propriedade em Alenquer, que não tinha capacidade construtiva. Segundo a acusação, Antunes terá assumido o compromisso de transformar a propriedade num empreendimento turístico com moradias, campo de golpe e piscina.

Leia mais na edição e-paper ou na edição impressa.

Imobusiness