Detenção

Funcionário das Águas de Loures apropriou-se de 30 mil euros

Funcionário das Águas de Loures apropriou-se de 30 mil euros

Um funcionário dos Serviços de Águas e Resíduos de Loures e Odivelas foi detido por suspeita de peculato, falsificação de documentos e falsidade informática.

Em comunicado, a PJ informou esta sexta-feira que o funcionário em causa, assistente técnico no Departamento Comercial dos Serviços Intermunicipalizados de Águas e Resíduos de Loures e Odivelas - SIMAR, se terá apropriado indevidamente de pelo menos 30 mil euros.

"Para o efeito, eram emitidas notas de crédito, referentes a valores que eram devidos pelos SIMAR a clientes seus, mas que ainda se encontravam por liquidar, retirando-se da tesouraria dos serviços as correspondentes quantias em dinheiro, não as entregando aos respetivos clientes e apropriando-se destes valores", explica a PJ.

A operação que resultou na detenção deste funcionário foi desencadeada pela Unidade Nacional de Combate à Corrupção na passada quarta-feira.

O detido foi presente às autoridades judiciárias competentes e, como medida de coação, foi-lhe imposta a suspensão de funções e a proibição de contactos e de acesso a determinados locais.

"A investigação prossegue no sentido de determinar, em concreto, todas as condutas criminosas e o seu alcance, bem como apurar o prejuízo causado à instituição em causa", acrescenta a PJ.