Vila Nova de Gaia

Cadeia para gerente que burlou banco e cliente em 320 mil euros

Cadeia para gerente que burlou banco e cliente em 320 mil euros

Ex-gestor do Banco Popular condenado a seis anos de prisão efetiva. Desfalque envolveu assinaturas falsificadas.

Um ex-gerente da agência do Banco Popular de Vila Nova de Gaia vai ter de cumprir seis anos de prisão efetiva. Foi condenado por burlar a própria entidade empregadora e um cliente idoso, a quem desviou dinheiro, depositando-o nas suas contas pessoais. Quando foi descoberto o desfalque, o banco teve de indemnizar em 320 mil euros os herdeiros do cliente, entretanto falecido.

Leia mais na versão e-paper ou na edição impressa.