Fiscalização

GNR apreende 400 quilos de folha de tabaco na A1, condutor fugiu

GNR apreende 400 quilos de folha de tabaco na A1, condutor fugiu

A GNR apreendeu 400 quilogramas de folha de tabaco, na região da Mealhada, no distrito de Coimbra, mercadoria que "foi avaliada em 90 mil euros".

O Destacamento de Ação Fiscal de Coimbra da GNR apreendeu, na passada quinta-feira, 400 quilos de folha de tabaco, na autoestrada A1, perto da Mealhada, "no âmbito de uma fiscalização de prevenção e controlo de mercadorias".

"No interior da viatura encontravam-se os 400 quilos de folha de tabaco, acondicionados em caixas de papelão. A mercadoria foi avaliada em 90 mil euros, que caso fosse introduzida no consumo, teria provocado uma fraude ao Estado, em mais de 80 mil euros", informou a GNR em comunicado divulgado este sábado.

Segundo a mesma fonte, a viatura que transportava as folhas de tabaco circulava com matrículas falsas, e "o condutor ao se aperceber da presença de uma patrulha da GNR, abandonou o veículo e colocou-se em fuga".

Num balanço da sua atividade operacional diária, em todo o território nacional, entre as 20 horas de sexta-feira e as 08 horas deste sábado, a GNR efetuou 57 detidos - a maioria (38) por condução sob o efeito do álcool e sete por condução sem habilitação.

Os restantes onze, seis foram detidos por tráfico de estupefacientes, três por furto e dois por posse de arma proibida.

Em termos de apreensões efetuadas, a GNR, em comunicado, listou 115 doses de haxixe, uma arma branca, um machado, um chicote, uma moca e um taco de basebol.

Quanto ao tráfego nas estradas foram detetadas 817 infrações, destacando-se 135 por excesso de velocidade, 86 por anomalias nos sistemas de iluminação e sinalização, 82 por condução com taxa de álcool no sangue superior ao permitido por lei, 53 por falta de inspeção periódica obrigatória; 38 por falta ou incorreta utilização do cinto de segurança e/ou sistema de retenção para crianças, e ainda 30 por uso indevido do telemóvel no exercício da condução, entre outras.

No âmbito da sinistralidade, registaram-se 79 acidentes, dos quais resultaram 21 feridos ligeiros.