Bragança

GNR desmantelou rede que fazia furtos na região

GNR desmantelou rede que fazia furtos na região

Uma operação policial realizada hoje no distrito de Bragança levou à detenção de 11 pessoas que estavam a ser investigadas por crimes de furto qualificado, dano qualificado, recetação e tráfico de estupefacientes. Foi ainda recuperado material furtado/roubado, no distrito de Bragança.

Segundo a GNR a atividade era desenvolvida por um grupo de 14 indivíduos suspeitos, com idades compreendidas entre os 28 e os 55 anos, caraterizado pela forma organizada da sua atuação, o evidente cuidado na prossecução da atividade criminosa, e o planeamento das suas ações, dirigia-se maioritariamente para aldeias e localidades mais isoladas do distrito de Bragança e, além de efetuarem tráfico de estupefacientes, executavam furtos em residências, em armazéns agrícolas,em estabelecimentos, em capelas e igrejas e em associações culturais e recreativas.

"Estes furtos visavam diversos materiais, como maquinaria agrícola, metais não preciosos e motociclos, provocando alarme social, com consequente sentimento de insegurança da população local", informou a GNR.

No âmbito desta operação, foram cumpridos mandados de detenção, mandados de busca domiciliária e mandados de busca a viaturas, tendo sido possível desmantelar este grupo de suspeitos, cuja atuação se desenvolvia há diversos anos, através da detenção de 11 indivíduos e a constituição de arguido dos restantes três suspeitos, tendo-se recuperado inúmeros bens furtados/roubados, nomeadamente 1200 euros em numerário,· 650 doses de haxixe 16 doses de cocaína; cinco automóveis e dois motociclos, várias armas de fogo e mais de um milhar de munições, bem como equipamento usado na construção civil, combustível, entre outros artigos.

A operação iniciou às 5 horas de hoje envolvendo 95 elementos das Forças de Segurança, entre militares da GNR, nomeadamente do Grupo de Intervenção de Ordem Pública da Unidade de Intervenção, de elementos da estrutura de Investigação Criminal dos Comandos Territoriais de Porto, Braga, Vila Real, Guarda e Viseu, bem como elementos da Polícia de Segurança Pública.