Premium

Hells Angels queriam eliminar Mário Machado

Hells Angels queriam eliminar Mário Machado

Ministério Público acusa 89 membros dos Hells Angels de associação criminosa, homicídios, agressões, roubos e tráfico de droga. Queriam ter o domínio absoluto dos grupos marginais de motards em Portugal.

Queriam ter o domínio total da criminalidade entre os gangues de motards em Portugal, nem que para isso tivessem de eliminar concorrentes como o grupo Red & Gold que Mário Machado, líder nacionalista, pretendia implantar em território nacional. O ataque ao restaurante de Loures, em março de 2018, durante uma reunião dos rivais, foi a parte visível da guerra declarada por 89 membros dos Hells Angels, que o Ministério Público acabou de acusar de crimes de associação criminosa, homicídio tentado, ofensa à integridade física, extorsão, dano qualificado com violência, roubo, tráfico de droga e detenção de armas proibidas.