Ministério Público

Homem acusado de atropelar e cortar a garganta do cão

Homem acusado de atropelar e cortar a garganta do cão

O Ministério Público requereu o julgamento de um homem, acusado da prática de um crime de maus tratos a animais de companhia agravado.

Segundo comunicado do Procuradoria-geral Distrital de Lisboa, o crime foi cometido em março deste ano, em local não especificado. O arguido é suspeito de cortado a garganta do cão e ter passado "com a roda dianteira do seu veículo por cima" do animal, depois de este ter sido atropelado na via pública por um terceiro envolvido não identificado. No dia seguinte, o homem transportou o canídeo a uma clínica, adianta a PGDL.

"Com as condutas descritas, o arguido infligiu dor e sofrimento ao animal que detinha", lê-se na nota.

O inquérito foi dirigido pelo Ministério Público na 6ª secção do DIAP de Lisboa com a coadjuvação da PSP.