O Jogo ao Vivo

Crime

Homem baleado ao agredir militar da GNR em Sintra

Homem baleado ao agredir militar da GNR em Sintra

Militar da Guarda Nacional Republicana empunhava arma quando foi abalroado por indivíduo que invadiu propriedade. Bala atingiu suspeito de raspão.

Um homem que invadiu uma propriedade privada, situada em Sintra, foi atingido por um disparo realizado por um militar da GNR. O tiro foi efetuado depois do indivíduo não ter obedecido às ordens da patrulha e ter, inclusive, agredido um dos guardas.

O homem foi assistido no hospital, mas teve alta durante esta terça-feira.

A própria Guarda Nacional Republicana confirma que "foi solicitada a comparência urgente da GNR, numa residência na vila de Sintra, em virtude de um homem ter invadido uma propriedade". O pedido de ajuda foi feito, durante a madrugada desta terça-feira, por uma das pessoas que se encontrava na quinta e que alegou estar com medo do que pudesse acontecer.

Rapidamente, uma patrulha da GNR deslocou-se ao local e efetuou, "de forma prudente, dado que não havia iluminação, uma batida no terreno contíguo à moradia, onde, supostamente, o suspeito se encontrava".

Pouco depois, os militares viram um sujeito e ordenaram-lhe que permanecesse imóvel e largasse o objeto que tinha na mão. Porém, em vez de obedecer às ordens, este correu "na direção dos militares, acabando por agredir e projetar um deles no solo".

O guarda empunhava a arma de serviço quando foi abalroado e acabou por inadvertidamente efetuar um disparo, que atingiu "superficialmente (de raspão) o agressor na zona lombar".

Após o incidente, foram os próprios guardas que acionaram os meios de socorro, que levaram o ferido ao hospital. Este recebeu assistência médica, teve alta hospitalar, foi levado ao Tribunal de Sintra e ficou sujeito a termo de identidade e residência.

As diligências para apurar o sucedido vão prosseguir.