Alvor

Homem que atacou ex-namorada com ácido julgado por tentativa de homicídio

Homem que atacou ex-namorada com ácido julgado por tentativa de homicídio

O Ministério Público anunciou, esta quinta-feira, que o homem que atacou a ex-companheira com ácido na via pública, em Alvor, vai ser julgado por um tribunal coletivo por violência doméstica e tentativa de homicídio qualificado.

O homem, ajudado por outro arguido, cujo paradeiro é ainda desconhecido, tentou matar a ex-companheira, de origem britânica, em maio passado, lançando-lhe ácido para a cara e corpo, causando-lhe graves queimaduras.

"Os dois arguidos terão perseguido a ofendida e, depois de descobrirem que esta se encontrava no Algarve, deslocaram-se da Madeira até a Alvor", lê-se no comunicado publicado no site da Procuradoria da Comarca de Faro.

Segundo a acusação, a tentativa de homicídio ocorreu na noite de 6 de maio de 2017, depois de a vítima ter terminado o relacionamento, o que não foi aceite pelo arguido.

"O arguido não aceitou esta separação e, de acordo com a acusação, decidiu matar a sua ex-companheira, com a colaboração do outro arguido", que vigiava o local enquanto a vítima era abordada pelo ex-companheiro.

O primeiro arguido e a vítima viveram juntos durante cerca de dois anos na Madeira e em Inglaterra, até a mulher ter terminado a relação.

Dos dois homens, de 34 e 44 anos de idade, apenas um foi detido, logo nas semanas após o crime, estando a aguardar o prosseguimento do processo em prisão preventiva.

A investigação foi dirigida pelo Ministério Público da 1ª secção de Portimão do Departamento de Investigação e Ação Penal (DIAP) de Faro, coadjuvado pela Polícia Judiciária (PJ).