Tribunal

Homem que degolou a mãe em Almada condenado a 20 anos de prisão

Homem que degolou a mãe em Almada condenado a 20 anos de prisão

Nuno Teixeira foi, esta quarta-feira, condenado pelo tribunal de Almada a 20 anos de prisão pela morte da mãe, Etelvina Silva, em casa.

O homicídio aconteceu na noite de 27 de junho do ano passado, no número 16 da Rua D. Francisco Manuel de Melo, naquele concelho do distrito de Setúbal. Na sequência de uma discussão sobre a guarda da filha de dois anos do arguido, que a sua mãe contou ter requerido, Nuno Teixeira esfaqueou a vítima 20 vezes, no quarto desta, tendo depois lavado a arma e o cenário do crime e ido trabalhar.

A defesa de Nuno Teixeira atribuiu a autoria da morte a terceiros, defendendo que, na noite do crime, três homens entraram no anexo do número 16, onde o arguido se encontrava com a mãe, e exigiram-lhe nove mil euros como pagamento de uma dívida que Nuno tinha. De acordo com a versão, o condenado ter-se-ia apropriado indevidamente da quantia na sequência de um transporte de droga dias antes, entre Almada e Sesimbra.

A tese não foi acolhida pelo coletivo de juízes do tribunal de Almada, que condenou agora o arguido por homicídio qualificado. A defesa anunciou que vai recorrer.