Lousada

Homicida desenterra shotgun escondida para matar rival

Homicida desenterra shotgun escondida para matar rival

João Miranda, o padeiro que foi colocado em prisão preventiva depois de ter assassinado Tiago Magalhães, em Lousada, e baleado a ex-mulher, tinha desenterrado, há poucos dias, a shotgun que escondera num monte, junto do quintal da sua casa, em Felgueiras, e que usou para cometer os crimes.

De acordo com informações recolhidas pelo JN, João Miranda, de 31 anos, tinha a arma há vários anos e terá decidido escondê-la após incendiar a carrinha de um antigo cliente, com receio de vir a ser alvo de buscas, pois sabia que seria suspeito. Na altura, terá contado com a cumplicidade do rival, que assassinou esta semana, por vingança. O caso aconteceu em junho último e João Miranda foi mesmo constituído arguido, mas nas buscas efetuadas pelas autoridades a arma nunca foi descoberta.

Na semana que antecedeu o homicídio, pouco depois de se ter envolvido em agressões com Tiago, de 26 anos, que mantinha uma relação com a sua ex-mulher, João desenterrou a espingarda e passou a levá-la sempre na carrinha que usava na distribuição de pão.

Ler mais na edição impressa ou epaper.