Diplomacia

Embaixador do Iraque vai deixar Portugal

Embaixador do Iraque vai deixar Portugal

O Iraque recusou levantar a imunidade diplomática aos filhos do embaixador iraquiano e vai retirar o seu representante diplomático em Lisboa, revelou esta quinta-feira o Governo português.

O Iraque assegurou a Portugal que vai prosseguir o inquérito judicial aos filho do embaixador Saad Mohammed Ali, revelou o ministro dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva, em conferência de imprensa.

Augusto Santos Silva afirmou ainda que o país não tem qualquer problema com o embaixador do Iraque, mas que este "não tem condições para permanecer" em Portugal.

O anúncio ocorre um dia depois de o Ministério dos Negócios Estrangeiros português ter divulgado em comunicado que recebeu da Procuradoria-Geral da República elementos adicionais sobre o processo que tinham sido pedidos em 06 de janeiro.

No comunicado divulgado quarta-feira, o Ministério dos Negócios Estrangeiros insistiu na necessidade, de acordo com "elementos adicionais", do levantamento da imunidade diplomática dos filhos do embaixador do Iraque, acusados de agressão de um jovem em Ponte de Sor no verão passado.

"Estes elementos confirmam e reforçam a necessidade de levantamento da imunidade diplomática dos filhos do Embaixador do Iraque, Senhores Haider Saad Ali e Rhida Saad Ali, para que este processo possa prosseguir em Portugal", lê-se no comunicado do Ministério.

Em 17 de agosto de 2016, em Ponte de Sor, os dois jovens, gémeos, filhos do embaixador do Iraque em Portugal, terão espancado outro jovem, Rúben Cavaco, que sofreu múltiplas fraturas e que chegou a estar em coma induzido.

ver mais vídeos