Santa Maria da Feira

Irmãos confessam assaltos e dizem-se arrependidos

Irmãos confessam assaltos e dizem-se arrependidos

Os dois irmãos Monteiro, com um vasto cadastro criminal e a cumprir pena de prisão por roubos, começaram esta quinta-feira a ser julgados pelo Tribunal da Feira, por quatro assaltos efetuados a postos de combustível na Feira e em Oliveira de Azeméis. Confirmaram os crimes e pediram ao juiz "uma nova oportunidade".

"Arrependimento" foi a palavra ouvida pelos dois irmãos, naturais de Grijó, Gaia, acusados de quatro crimes de roubo, dois de falsificação de documento e um de detenção de arma proibida.

Os factos ocorreram entre janeiro e março de 2017. Efetuaram três assaltos em Santa Maria da Feira e um em Oliveira de Azeméis.

Um dos irmãos ficava dentro do carro enquanto o outro entrava nas lojas de conveniência e com a ameaça de uma caçadeira de canos serrados exigia a entrega das verbas monetárias que ali se encontravam.

Cumprem já longas penas de prisão por crimes idênticos em Aveiro, Viseu e outras localidades do país. Acabariam por justificar os crimes com as "dificuldades financeiras" que estariam a atravessar.

"Não queríamos fazer mal a ninguém, apenas intimidar", disse um deles, lembrando que a arma utilizada não estava, alegadamente, com munição inserida.

ver mais vídeos