Ajuste Secreto

Juízes recusam prender Hermínio Loureiro

Juízes recusam prender Hermínio Loureiro

Vice-presidente da Federação e ex-autarca de Oliveira de Azeméis mantido com caução de 60 mil euros por alegada corrupção.

O Tribunal da Relação do Porto recusou agravar as medidas de coação de Hermínio Loureiro, no processo Ajuste Secreto, no qual é suspeito de corrupção. O Ministério Público (MP) pedia que o atual vice-presidente da Federação Portuguesa de Futebol e ex-autarca de Oliveira de Azeméis fosse colocado em prisão preventiva, a par de mais quatro de sete arguidos detidos na operação da Polícia Judiciária do Porto, em junho passado. O caso ainda está sob investigação.

Leia a nossa Edição Impressa ou tenha acesso a todo o conteúdo no seu computador, tablet ou smartphone assinando a versão digital aqui

ver mais vídeos