Premium

Lesados por explosão em Alfama exigem receber 1,7 milhões

Lesados por explosão em Alfama exigem receber 1,7 milhões

Caso remonta a 2017. Conduta de gás terá sido furada por cabo da EDP. Donos querem ser indemnizados. Empresas contestam.

Margarida Matos não contém a emoção ao reconhecer a cadeira de verga branca que, até há dois anos, era apenas mais uma peça de mobiliário do prédio que, hoje, pouco mais é do que uma fachada em pleno bairro de Alfama, no Centro Histórico de Lisboa.

Dois anos depois de, a 13 de agosto de 2017, uma explosão causada por uma fuga de gás ter ferido seis pessoas e quase destruído o número 59 da Rua dos Remédios, proprietários e arrendatários lutam em tribunal para ser ressarcidos em 1,7 milhões de euros por EDP, Lisboagás e C.M.E. - Construção e Manutenção Eletromecânica, a quem culpam pelo acidente.