PJ

Médico detido para cumprir pena por abuso sexual

Médico detido para cumprir pena por abuso sexual

Um médico, de 61 anos, foi detido pela Polícia Judiciária do Porto para cumprir quatro anos e dois meses de cadeia, a que fora condenado pelo Tribunal de Sintra por abuso sexual de menor e importunação sexual.

O indivíduo, médico de clínica geral, estava a trabalhar no Centro de Saúde do Cacém, quando em 2014 molestou um adolescente, de 16 anos, que era, na altura, o seu paciente.

O caso foi investigado pela PJ de Lisboa e o médico foi absolvido em primeira instância, em 2017, mas o Tribunal da Relação de Lisboa acabou por condená-lo.

Por lhe ter sido aplicada uma pena inferior a oito anos, o médico não pôde recorrer para o Supremo, tendo transitado em julgado.

O homem, que vive na Grande Lisboa, foi detido quando visitava um amigo na cidade do Porto.

Foi conduzido ao Estabelecimento Prisional de ​​​​​​​Custóias, em Matosinhos, onde tem uma unidade reservada a condenada por crimes sexuais.