Santa Maria da Feira

Menina abusada sexualmente pelo companheiro da avó

Menina abusada sexualmente pelo companheiro da avó

Um homem de 63 anos foi condenado, na tarde desta quinta-feira, pelo Tribunal da Feira, a dois anos e meio de prisão, com pena suspensa, por abuso sexual de uma menina de oito anos. O agressor é companheiro da avó da vítima.

De acordo com o tribunal, foram provados todos os factos da acusação, considerando a juíza que os relatos prestados pela menina, tendo em conta as diversas entidades que a ouviram, são verídicos. "Não foram encontrados indícios de mentira ou fantasia" e teve "um discurso coerente em todas as situações".

Os factos foram descobertos em 2017, depois de a menina apresentar sinais de tristeza. Quando foi questionada, disse que não gostava de ir para casa da avó, porque o companheiro desta lhe dava palmadas no rabo e que metia os dedos dela na boca dele.

Referiu que o homem a tinha levado para a sala da habitação onde colocava as mãos dela e dele nos órgãos sexuais dos dois e que colocava, ainda, a mão dentro das cuecas e lhe mexia na região genital.

Os abusos terão ocorrido quando a avó "estava na cozinha e não viu nada". Estes episódios não eram contados à mãe, "porque tinha medo", justificou a criança.

O arguido, acusado de um crime de abuso sexual sobre menor e que o tribunal considerou ter sido praticado de forma agravada, sempre negou os factos, considerando que "foi tudo inventado pela mãe" da menor, para esta não visitar a avó.

Incorria numa pena entre um ano e quatro meses e 10 anos e cinco meses. Não tem antecedentes criminais e o tribunal diz que está inserido socialmente.

Foi condenado a dois anos e meio de prisão, com pena suspensa por igual período.

Terá, ainda, como pena assessoria, que frequentar um programa para agressores sexuais.