Crime

Motivos passionais na origem de homicídio do empresário José Manuel Costa

Motivos passionais na origem de homicídio do empresário José Manuel Costa

Motivos passionais terão estado na origem do homicídio do empresário José Manuel Costa. O alegado autor do crime, um jovem de 24 anos, foi detido pela Polícia Judiciária depois de se ter ausentado do país, após a morte. Já está em prisão preventiva.

A Polícia Judiciária anunciou, esta terça-feira, a detenção do alegado homicida do empresário José Manuel Costa, que morreu assassinado a 13 de agosto.

O jovem de 24 anos, com quem a vítima manteria uma relação, sabe o JN, foi detido "por fortes indícios da prática de um crime de homicídio qualificado, na forma consumada", revelou a PJ em comunicado. Ouvido esta terça-feira por um juiz de instrução, ficou em prisão preventiva e aguarda o desenrolar do processo no Estabelecimento Prisional de Lisboa.

O crime aconteceu no dia 12 de agosto, no interior da casa da vítima, em Sintra, onde José Manuel Costa foi encontrado sem vida no dia seguinte.

O empresário, de 54 anos, era o presidente do Conselho de Administração da "Sustainable Society Initiative", a agência de comunicação do Continente.

"Segundo o apurado pela investigação, o detido era conhecido da vítima e, após uma altercação entre ambos, desferiu-lhe vários golpes de arma branca em zonas corporais vitais, as quais lhe vieram a provocar a morte", lê-se na nota.

O suspeito fugiu para fora do país depois dos factos, tendo regressado a Portugal nos últimos dias. Vai ser presente a primeiro interrogatório judicial para aplicação das medidas de coação.