Crime

Mulher assassinada na Golegã foi morta por ex-companheiro

Mulher assassinada na Golegã foi morta por ex-companheiro

Homem de 62 anos baleou mulher, de 53 anos, e seu acompanhante pelas costas quando saíam de uma danceteria, na Golegã. Assassino foi detido esta segunda-feira em casa da irmã.

Segundo um comunicado da Polícia Judiciária (PJ), o crime ocorreu ontem, domingo, pelas 23.30 horas, num parque de estacionamento de um estabelecimento de diversão na Golegã.

O agressor, "após um período de espera às vítimas terá disparado pelo menos dois tiros de caçadeira, atingindo-os pelas costas e provocando logo ali a morte da mulher e ferimentos no homem", pondo-se depois em fuga.

A vítima mortal, de 53 anos, era residente na zona da Chamusca e seria ex-companheira do assassino.

Esta manhã de segunda-feira, a PJ, através do Departamento de Investigação Criminal de Leiria, com a colaboração da GNR - Comando Territorial de Santarém, detiveram o presumível autor do homicídio em casa de uma irmã não tendo oferecido resistência. A arma foi apreendida.

O presumível de autor, de 62 anos de idade, empregado fabril e residente na zona de Torres Novas, vai ser presente às autoridades judiciárias para aplicação de medidas de coação.

Só este ano de 2019, ou seja, em menos de dois meses, já morreram dez mulheres em contexto de violência doméstica.