Amadora

Mulher detida por encomendar a morte do marido

Mulher detida por encomendar a morte do marido

Uma mulher foi detida na terça-feira por encomendar, em 2014, a morte do marido. O crime aconteceu três anos depois, na Amadora.

O alegado assassino, que se encontrava já preso preventivamente por suspeita de ter cometido um outro homicídio, fora apresentado ao juiz a 3 de dezembro. Ficaram ambos em prisão preventiva, "fortemente indiciados pela prática, um em autoria moral e o outro em autoria material, de um crime de homicídio qualificado", anunciou esta quarta-feira a Procuradora-Geral Distrital de Lisboa (PGDL).

O crime aconteceu a 2 de setembro de 2017, quando, ao entrar em casa, o marido da mulher agora detida foi baleado na cabeça, asfixiado e estrangulado pelo suspeito, que se escondera previamente na habitação. "De seguida, o arguido transportou a vítima inanimada até à casa-de-banho, encheu a banheira com água e submergiu o corpo por inteiro, por forma a garantir que estava efetivamente morta", descreve a PGDL numa nota divulgada no seu site.

A investigação está a cargo do Departamento de Investigação e Ação Penal (DIAP) da Amadora - Comarca de Lisboa Oeste, com a coadjuvação da Secção de Homicídios da Polícia Judiciária (PJ).

ver mais vídeos