Rio Tinto

Mulher expulsa de prédio é suspeita de atear fogo a três carros em Rio Tinto

Mulher expulsa de prédio é suspeita de atear fogo a três carros em Rio Tinto

Uma mulher foi identificada pela polícia por suspeita de ter ateado um incêndio que destruiu totalmente um carro e causou estragos em mais dois, em Rio Tinto.

O fogo deflagrou cerca da 1 hora da manhã desta terça-feira, na rua de Vila Cova, em Rio Tinto.

As chamas, que foram combatidas pelos Bombeiros da Areosa, que deslocaram uma viatura e quatro operacionais, destruíram totalmente uma viatura e causaram estragos em mais dois carros

Um transeunte reteve uma mulher, suspeita de ter ateado o fogo, até à chegada das autoridades. Fonte da PSP confirmou ao JN que foi identificada uma pessoa do sexo feminino, a quem foi apreendido um isqueiro.

O caso segue para investigação e foi entregue à Polícia Judiciária, que vai ouvir a mulher, que terá problemas de alcoolismo.

Vizinhos contaram ao JN que a suspeita é uma ex-moradora no edifício. A mulher, de 56 anos, vivia com vários gatos e cães no apartamento quando foi expulsa do prédio, devido ao mau cheiro causado pelos animais.

Foi o terceiro caso de fogo posto, este ano, no edifício Berlim, em Rio Tinto. Os anteriores foram nas garagens, enquanto este afetou viaturas estacionadas na rua.

* com Ana Mota e Rita Neves Costa

ver mais vídeos