Premium

Mulher fugiu para a GNR com os filhos após 20 anos de maus tratos

Mulher fugiu para a GNR com os filhos após 20 anos de maus tratos

Durante 20 anos, uma mulher foi agredida pelo marido. Nunca apresentou queixa e, nas vezes em que teve de receber tratamento hospitalar, alegou que os ferimentos eram consequência de um qualquer acidente.

Na véspera de Natal, a vítima, de 48 anos, voltou a ser atacada e, temendo pela vida, refugiou-se, com os dois filhos, no posto da GNR de Paços de Ferreira, onde o agressor, de 50 anos, se dirigiu para, em frente aos militares, prometer matar a esposa. Acabou detido e colocado em prisão preventiva.

As duas décadas de casamento foram sempre violentas. O vendedor de serrim para estábulos não se ficava pelas ameaças constantes à mulher e agredia-a de forma muito regular. Chegou a partir-lhe a cana do nariz, a atirar-lhe pedras e uma torradeira à cabeça e a queimá-la com canja de galinha a ferver.

ver mais vídeos