Matosinhos

Mulheres levavam droga para presos na bainha das calças

Mulheres levavam droga para presos na bainha das calças

Mulheres foram apanhadas durante a revista em Custóias. Transportavam produto disfarçado em bainha e na vagina.

Duas mulheres foram apanhadas com heroína, cocaína e crack, sábado, durante a revista aos visitantes, no acesso à cadeia de Custóias, em Matosinhos. Ao todo, foram apreendidas cerca de 400 gramas de droga.

A primeira a ser apanhada, logo pelas 8.30 horas, foi a mãe de um recluso de 34 anos. Os guardas revistaram o saco e, escondidas na bainha das calças de um fato de treino, detetaram cerca de 40 gramas de cocaína e outro tanto de crack (cristais de cocaína).

Uma hora depois, uma guarda prisional procedeu a uma revista corporal na alegada namorada de um outro recluso e acabou por encontrar, dissimulados na vagina, dois pequenos sacos com cerca de 80 gramas de heroína cada um, e ainda 30 gramas de crack. Os responsáveis da cadeia chamaram a polícia, como é habitual nestes casos, mas a guarda prisional ficou numa sala com a segunda traficante e acabou por arrancar uma revelação adicional: a mulher confessou que lhe tinha sido encomendada a entrega de mais 120 gramas de cocaína e heroína, estes para dissimular no ânus, mas que acabou por recusar, deixando a droga num cacifo à entrada da cadeia, onde entretanto foi apreendida.

Na sequência da detenção das duas mulheres, os guardas fizeram uma rusga às celas dos dois reclusos referenciados e conseguiram apreender um telemóvel a cada um.