e-Toupeira

"Não me admirou nada", diz Pinto da Costa sobre decisão do tribunal em afastar Benfica SAD

"Não me admirou nada", diz Pinto da Costa sobre decisão do tribunal em afastar Benfica SAD

A decisão do Tribunal da Relação de Lisboa em afastar definitivamente a Benfica SAD do caso e-Toupeira não surpreendeu o presidente do F. C. Porto, Jorge Nuno Pinto da Costa.

À margem da apresentação de um livro no Palácio da Bolsa, no Porto, o líder portista disse ter ficado triste com o facto de a Relação ter defendido a sua decisão com falhas na investigação. "Acho lamentável, se há entidade que merece todo o respeito e tem história e trabalho exemplar é a PJ. Se foi para atirar a responsabilidade para cima da PJ é realmente lamentável", disse Pinto da Costa.

"Não me admirou nada. Só fiquei chocado em ouvir na rádio o juiz que se defendeu da sua decisão, atirando a responsabilidade para a PJ", considerou o presidente do F. C. do Porto.

O Tribunal da Relação de Lisboa decidiu, esta quarta-feira, deixar a SAD do Benfica fora do julgamento do caso e-Toupeira. A decisão não é passível de recurso.

No acórdão da decisão, a que o JN teve acesso, lê-se que a SAD do Benfica só iria a julgamento se o crime tivesse sido "cometido em seu nome e no interesse coletivo" das pessoas que nela ocupassem uma posição de liderança ou "sob a autoridade das pessoas com posição de liderança".