Guardia Civil

Pedófilo português em fuga há 17 anos detido em Espanha

Pedófilo português em fuga há 17 anos detido em Espanha

Homem de 79 anos vivia com identidade falsa em Badajoz. Foi apanhado quando tentou pedir carta de condução espanhola com documentos falsos.

A Guardia Civil deteve um português que residia há 15 anos com uma identidade falsa em Espanha para escapar a uma pena de prisão de três anos e oito meses por ter abusado de uma menor.

Segundo a agência espanhola EFE, a operação iniciou-se em janeiro deste ano quanto as autoridades do país vizinho suspeitaram da veracidade dos documentos apresentados pelo cidadão para obter uma carta de condução espanhola.

Foi pedida a colaboração das autoridades portuguesas que constataram que a filiação apresentada pelo suspeito não constava nem nunca constou da base dados nacional.

Provada a falsidade dos documentos apresentados, no passado dia 18 de fevereiro, a Guardia Civil, procedeu à detenção do suspeito que residia em Badajoz há 15 anos com uma identidade fictícia.

Através de reconhecimento facial e das impressões digitais, constatou-se que o homem estava em fuga desde 2002, há 17 anos, e sob si pendia um mandado de captura europeu para cumprir uma condenação de três anos e oito meses de prisão por abuso sexual de uma menor.

Em Espanha irá responder por falsificação de documentos, sendo também avaliada a extradição para Portugal para cumprir a pena pendente.