Justiça

Pedro Dias absolvido do crime de furto qualificado

Pedro Dias absolvido do crime de furto qualificado

Pedro Dias foi absolvido pelo Tribunal de Évora do crime de furto qualificado.

O pedido de indemnização cível no valor de 357 mil euros foi considerado improcedente.

O advogado de Pedro Dias, Rui Silva Leal, ficou contente com decisão e diz que o Tribunal de Évora não foi influenciado pelo "preconceito Pedro Dias".

A Advogada Tânia Nóbrega Caldeira defensora dos proprietários da herdade de onde desapareceram os objetos pretende recorrer depois de ler o acórdão.

Segundo o comunicado do Ministério Público (MP), datada de 2017, o furto de que era acusado Pedro Dias ocorreu na noite de 8 para 9 de março de 2012, na Herdade do Zambujal do Conde, situada na freguesia de Torre de Coelheiros, no concelho de Évora.

Além de armas, foram furtadas obras de arte e artigos de arte equestre, num valor total calculado de cerca de 300 mil euros.