Justiça

PGR confirma que detido com cocaína é funcionário do Benfica

PGR confirma que detido com cocaína é funcionário do Benfica

A Procuradoria-Geral da República confirmou, esta quinta-feira, que o indivíduo detido pela Polícia Judiciária, há cerca de um mês, na posse de 9,5 quilogramas de cocaína, é funcionário do Benfica.

"Um dos detidos, funcionário do Sport Lisboa e Benfica, tinha na sua posse nove quilogramas de cocaína, que transportava numa viatura", comunicou a Procuradoria-Geral da República (PGR), em nota escrita enviada ao JN, através do seu gabinete de imprensa. Tal como o JN noticiou hoje em primeira mão, a PJ tem aquele suspeito, José Carriço, referenciado como diretor do Departamento de Apoio aos Jogadores do Benfica.

A mesma nota recebida esta quinta-feira da PGR confirma ainda que, no âmbito do mesmo inquérito, "foram também efetuadas buscas ao gabinete deste arguido [José Carriço] nas instalações do Sport Lisboa e Benfica, clube que não é visado nas investigações".

Questionado pelo JN, ontem à noite, o diretor de comunicação do Benfica, João Gabriel, quis declarar "apenas que é um problema da justiça com o cidadão José Carriço. Nada a ver com o Benfica", sublinhou.

Além de José Carriço, a PJ deteve outro indivíduo, na operação realizada em finais de julho e que passou então despercebida.

Presentes a um juiz de instrução, ambos os arguidos ficaram em prisão preventiva.