O Jogo ao Vivo

Incêndios

PJ detém suspeito de atear fogo em Castelo Branco

PJ detém suspeito de atear fogo em Castelo Branco

A Polícia Judiciária (PJ) anunciou este domingo a detenção de um homem, de 55 anos, suspeito de atear, no sábado, um fogo nas imediações da cidade de Castelo Branco.

Em comunicado, a PJ explica que, com a colaboração da Guarda Nacional República (GNR) de Castelo Branco, deteve o "incendiário pela presumível prática de um crime de incêndio florestal" ocorrido no sábado "nas imediações da cidade" de Castelo Branco.

"Por volta da 01:00 da madrugada [de hoje], o suspeito, usando chama direta, colocou um foco de incêndio em zona florestal povoada com pinheiros e mato, dentro de uma vasta mancha florestal, que teria proporções mais gravosas caso não tivesse havido uma rápida intervenção dos bombeiros de Castelo Branco", acrescenta a nota.

A atuação do suspeito, que "colocou em perigo a integridade física e a vida de pessoas, bem como habitações e a grande mancha florestal", vai ser presente a primeiro interrogatório judicial para aplicação das medidas de coação.

De acordo com a página da internet da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC), pelas 13 horas, estão 816 operacionais apoiados por 249 meios terrestres e 13 meios aéreos a combater o incêndio ainda ativo no concelho de Vila de Rei, que deflagrou na tarde de sábado e se propagou ao concelho de Mação, no distrito de Santarém.

Durante a madrugada foram dados como dominados dois dos três incêndios que se iniciaram, na tarde de sábado, nos concelhos de Vila de Rei e da Sertã, distrito de Castelo Branco, mas os meios vão permanecer no terreno para prevenir reacendimentos.