Olhão

Preventiva para três suspeitos de rede internacional de tráfico viaturas

Preventiva para três suspeitos de rede internacional de tráfico viaturas

Ficaram em prisão preventiva três dos cinco homens detidos pela GNR de Faro por suspeitas de pertencerem a uma rede internacional de tráfico e viciação de viaturas. Os restantes ficam em liberdade, sujeitos a apresentações periódicas.

As medidas de cocção foram decretadas esta quinta-feira pelo juiz de instrução do Departamento de Investigação e Ação Penal de Faro. A medida de coação mais gravosa foi decretada aos três britânicos, enquanto os dois portugueses ficaram em liberdade.

Os cinco foram detidos segunda-feira, em Olhão, no Algarve, por suspeitas do furto de cerca de 40 veículos de empresas de rent-a-car, aluguer de autocaravanas e oficinas. Algumas foram localizadas em Espanha com matrículas falsas.

A operação decorreu em Olhão, em casa dos detidos, e em Tavira, onde reside um homem britânico, de 55 anos, constituído arguido pelo crime de recetação.

Segundo o Major Paulo Santos, da GNR de Faro, há suspeitas de que o grupo atuava de duas formas. "Desmantelavam no Algarve algumas das viaturas e outras enviavam para Espanha com matrículas falsas. Daí seguiriam para outros países da Europa".

Entre o material apreendido, há nove veículos, cinco dos quais furtados, uma autocaravana furtada, um veículo já desmantelado, chapas de matrícula, chaves e documentos de veículos e ainda haxixe e canábis. Os detidos também são suspeitos de roubo na via pública e tráfico de droga.

A investigação começou em meados de agosto. Os militares relacionaram várias queixas de furtos de viaturas com características semelhantes em diversos concelhos do Algarve.

ver mais vídeos