Mirandela

Prisão domiciliária para suspeito de ter abusado sexualmente de criança de 13 anos

Prisão domiciliária para suspeito de ter abusado sexualmente de criança de 13 anos

O homem de 42 anos que a Polícia Judiciária, deteve, no final da semana passada, "fortemente indiciado de abusar sexualmente de uma criança", em Mirandela, vai aguardar julgamento em prisão domiciliária.

"Obrigação de permanência na habitação com fiscalização mediante recurso a vigilância eletrónica". Foi a medida de coação aplicada pelo juiz de instrução criminal, do tribunal judicial da comarca de Mirandela, que proíbe ainda o arguido de contactar com a vítima.

Na altura da detenção, em comunicado a PJ, através da Unidade Local de Investigação Criminal de Vila Real, informou que o indivíduo, sem ocupação laboral, foi detido "por suspeitas de ter praticado um crime de abuso sexual contra uma criança de 13 anos, entre junho de 2018 e abril deste ano", numa residência de Mirandela.

Desde a detenção do alegado abusador, a vítima está numa casa de acolhimento residencial e acompanhada pela Comissão de Proteção de Crianças e Jovens de Mirandela.

Imobusiness