Trafaria

Prisão preventiva para homem que ateou fogo a canavial que destruiu armazém

Prisão preventiva para homem que ateou fogo a canavial que destruiu armazém

Um homem de 50 anos foi detido na sexta-feira, na Trafaria, concelho de Almada, por suspeitas de fogo posto num canavial, tendo ficado em prisão preventiva, anunciou a GNR.

"O alerta foi dado por dois cidadãos que avistaram o suspeito a atear fogo a um canavial, em Porto Brandão, junto a um armazém de produtos alimentares, o qual acabou por ser consumido pelas chamas, causando um prejuízo de cerca de 15 mil euros", afirma a Guarda Nacional Republicana, em comunicado.

A Polícia Marítima solicitou a presença de uma patrulha da GNR no porto da Trafaria, por um homem estar a causar desacatos, após ter feito a travessia de barco de Porto Brandão para a Trafaria.

As diligências efetuadas pelos militares da GNR permitiram apurar que se tratava do suspeito.

O homem ficou detido nas instalações da GNR até ser presente, no sábado, ao Tribunal Judicial de Almada, tendo-lhe sido aplicada a medida de coação de prisão preventiva. Foi encaminhado para o Estabelecimento Prisional de Setúbal.