Alijó

Prisão preventiva para homem que baleou outro por causa de queimada

Prisão preventiva para homem que baleou outro por causa de queimada

O homem de 55 anos que atingiu outro, de 38, numa mão, no passado sábado, em Sanfins do Douro, Alijó, vai aguardar julgamento em prisão preventiva. O autor do disparo está acusado de dois crimes de homicídio qualificado na forma tentada.

Foi ouvido no Tribunal de Alijó, esta segunda-feira, onde lhe foi decretada prisão preventiva, a medida de coação mais gravosa. O homem disparou depois de uma discussão com dois indivíduos, um deles atingido de raspão numa mão, que o chamaram a atenção por estar a queimar sobrantes num terreno junto à esplanada do café do posto de combustível local e a provocar fumo, numa altura em que havia pessoas a fazer refeições.

Como noticiou o JN, o autor do disparo trabalha nos terrenos agrícolas em redor do posto de abastecimento, onde o desentendimento aconteceu, e não terá gostado de ser interpelado pela vítima, que subiu a um muro para lhe dizer que o fumo estava a incomodar as pessoas no café.

O homem foi detido pela Polícia Judiciária de Vila Real, que revelou, em comunicado, que "o suspeito terá efetuado um disparo com arma de fogo que colocou em perigo a integridade física e a vida das duas vítimas".