Loulé

Prisão preventiva para jovem suspeito de matar e atear fogo a uma mulher

Prisão preventiva para jovem suspeito de matar e atear fogo a uma mulher

Ficou em prisão preventiva o jovem de 21 anos suspeito de ter agredido e matado uma mulher de 29, no fim de agosto, em Faro.

O suspeito saiu do Tribunal de Loulé, esta terça-feira, cerca das 19 horas, com a medida de coação mais gravosa: a prisão preventiva.

O jovem de 21 anos foi detido, esta terça-feira. "A Polícia Judiciária, através da Diretoria do Sul e em cumprimento de mandado de detenção emitido pelo DIAP de Faro - Ministério Público de Loulé, identificou e deteve um homem pela presumível autoria de um crime de homicídio", informou a PJ num comunicado enviado às redações.

O detido é suspeito de ter agredido, amarrado, amordaçado e matado uma mulher de 29 anos, deixando o corpo dentro de um carro que depois incendiou. Tatiana Mestre foi encontrada parcialmente carbonizada no interior da viatura, estacionada num local ermo, a 27 de agosto passado, dia em que o crime foi perpetrado.

O carro foi encontrado por um casal que passeava os cães naquele local, uma zona escondida com vegetação alta e onde apenas se acede por caminhos de terra. O casal estranhou ver os vidros escuros devido à combustão do fogo e chamou a GNR.

O indivíduo é português, tem 21 anos e era conhecido da vítima. Está desempregado e tem antecedentes criminais por crimes violentos.