Ponta Delgada

Professora ficou com dinheiro de viagem de estudo a Londres

Professora ficou com dinheiro de viagem de estudo a Londres

O Ministério Público acusou uma docente dos Açores de ter ficado com mais de 6500 euros confiados por alunos, pais e outros professores. A verba seria para organizar uma visita ao Reino Unido.

Uma professora de Ponta Delgada está acusada do crime continuado de peculato. A docente da Escola Secundário Antero de Quental, nos Açores, ter-se-á apropriado de mais de 6500 euros entregues por alunos, pais e professores de uma turma do 9.º ano para, no ano letivo de 2013/2014, organizar uma viagem de estudo a Londres.

A acusação contra a professora de Inglês do Ensino Básico e Secundário foi deduzida no passado dia 13 pelo Ministério Público. Segundo o comunicado da Procuradoria da República da Comarca dos Açores, a docente estaria a organizar uma viagem de estudo da turma a Londres, no Reino Unido. Para esse efeito começou a recolher comparticipações monetários de alunos, dos pais e também de outros professores da escola e viria a apropriar-se de mais de 6500 euros dessa verba.

A professora encontra-se sujeita a Termos de Identidade e Residência a aguardar o desenvolvimento do processo.