Premium

Psicoterapeuta apanha pena suspensa por agredir avó

Psicoterapeuta apanha pena suspensa por agredir avó

Um psicoterapeuta, de 50 anos, atualmente desempregado e com problemas de toxicodependência, foi condenado a dois anos e três meses de prisão, com pena suspensa, pelo Tribunal de S. João Novo, no Porto, por agredir a avó, de 88 anos, a quem exigia dinheiro para satisfazer o vício da droga.

O homem tinha sido proibido pelo tribunal de se aproximar da vítima, desde novembro do ano passado, mas continuou a viver com a idosa. Por ter violado as medidas de coação, foi entretanto colocado em prisão preventiva e libertado no fim do julgamento. Continua, no entanto, proibido de se aproximar da avó.

O indivíduo, que foi acusado pelo Ministério Público de violência doméstica agravada e de extorsão na forma continuada, vivia há muito com a familiar, que se sustenta com uma reforma. De acordo com a acusação do MP, quando a idosa não lhe dava dinheiro, porque não tinha, o neto insultava-a e, numa ocasião, chegou a agredi-la com uma bofetada.

ver mais vídeos